Utilize a tecnologia em seu consultório: aproveite todos os recursos de um prontuário eletrônico a seu favor

Um bom sistema de prontuário eletrônico não constrói clínicas de sucesso, ele apenas as revelam. Tanto que computadores e prontuários eletrônicos já fazem parte do ambiente de trabalho em consultórios. Contudo, poucos médicos utilizam esses recursos com frequência para otimizar e melhorar seu trabalho. Dados da Pesquisa TIC Saúde indicam que 61% dos profissionais de saúde utilizam o computador durante a consulta, mas esse número cai para 50% quando perguntado se eles utilizam para além do atendimento. Ou seja, metade abre mão destas tecnologias em sua gestão.

É um desperdício utilizar o prontuário eletrônico “apenas” para armazenar dados cadastrais ou, no máximo, arquivar o histórico clínico. Na verdade, são apenas os dois primeiros passos. Com uma solução na nuvem e as informações disponíveis em qualquer local, é possível aproveitar este serviço em outras áreas, permitindo que o profissional de saúde tenha tempo para se dedicar ao que realmente importa: o atendimento com qualidade de seus pacientes.

Confira alguns pontos que impactam diretamente a eficiência de uma clínica:

Agenda inteligente: com os dados de cadastro e contato da pessoa, é possível automatizar o processo de agendamento de consultas. O prontuário eletrônico pode se integrar ao site e à caixa de e-mail da clínica, permitindo que a pessoa agende um horário de forma online e que um e-mail seja enviado de maneira automatizada pelo sistema para confirmar para o paciente o horário e o endereço agendado.

Gestão financeira completa: os médicos ainda costumam realizar a gestão de suas receitas de forma manual ou, no máximo, com a ajuda de uma planilha simples no computador. Um bom prontuário eletrônico consegue automatizar essa dinâmica e, além disso, ajuda no preenchimento dos documentos das operadoras de planos de saúde, diminuindo a chance de erro e garantindo o pagamento.

Eliminação do papel: a solução também pode substituir e eliminar os documentos em papel no consultório. De acordo com a resolução 1821/07 do CFM (Conselho Federal de Medicina, apenas prontuários que atendam aos requisitos da Certificação SBIS-CFM, com Nível de Garantia de Segurança 2 (NGS-2), podem substituir o papel na área médica – justamente a categoria que permite a integração com certificado digital. Assim, todos os documentos podem ser registrados, assinados e armazenados no meio eletrônico.

Mobilidade: se o prontuário eletrônico estiver hospedado na nuvem, ele pode ser acessado por qualquer dispositivo com acesso à Internet. Isso permite que o médico possa ver o histórico de um paciente, o receituário, dados financeiros, entre outros, enquanto está viajando ou participando de um congresso, por exemplo.

Segurança dos dados dos pacientes: deixar o histórico do paciente em arquivos físicos não é o meio mais seguro de preservá-los. Além da nuvem, o prontuário eletrônico que atende os requisitos exigidos pelo CFM consegue garantir a segurança da informação no mundo digital graças à organização e disposição dos dados, além de eliminar falhas na comunicação devido a problemas na caligrafia dos profissionais.

O uso do prontuário eletrônico em clínicas e consultórios realmente veio para ficar.7

Começa o 71º Congresso Brasileiro de Dermatologia

Começa o 71º Congresso Brasileiro de Dermatologia no Centro de Convenções da Fiergs, em Porto Alegre. Serão centenas de atividades científicas e estão sendo esperados cerca de 3 mil participantes. Uma cobertura especial acompanhará a movimentação durante os quatro dias do evento (7-10 de setembro).

Estando em Porto Alegre ou de longe, você poderá acompanhar a cobertura pelo site e pelas redes sociais da entidade. Nas fotos publicadas em tempo real no Facebook médico da SBD, é possível ver detalhes de aulas ministradas por palestrantes de todo o país e do exterior.

A Medicina Direta é parceira oficial da SBD, e está presente no congresso 2016!

Agende uma demonstração: Ligue para: (11) 2737-8889 ou acesse http://medicinadireta.com.br

Prepare-se para visitar o stand da Medicina Direta no Congresso da SBD.

Reserve um tempo em sua agenda, durante o Congresso da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) para nos visitar. Isso é uma dica importante, afinal, não estamos apenas fazendo a promoção do melhor sistema de prontuário eletrônico e gerenciamento clínico do Brasil, estaremos apresentando oficialmente, a nova versão de nosso sistema, o Medicina Direta V3!

Não estamos apenas mudando o layout de nosso sistema, estamos aprimorando e agregando novas funcionalidades que irão tornar o Medicina Direta o melhor e mais completo sistema para médicos, clinicas e consultórios médicos.

Alem de oferecer aos usuários um módulo de certificação digital, no qual o próprio médico terá a facilidade de assinar digitalmente todas as suas atividades, pedidos para autorização de convênios, pedidos de exames laboratoriais, acesso aos exames de seus clientes, tudo com a facilidade e a segurança do certificado digital, integrado diretamente ao seu sistema de prontuários, é inovação com qualidade e segurança!

Fora as dezenas de melhorias que alcançamos em nosso novo sistema, a versão 3.0 já é certificada e homologada pelo CFM (Conselho Federal de Medicina), com aprovação em 100% dos requisitos.

Considerada por autoridades em informática da área médica como um sistema revolucionário para clínicas, a Medicina Direta Versão 3.0 inaugura um novo padrão de softwares no campo da saúde. A certificação concedida é a NGS-2, que contempla a categoria máxima e mais exigente por parte do CFM.

Não perca a chance de se atualizar, vindo ao Congresso da SBD, que em 2017 ocorre em Porto Alegre, RS, no Centro de Convenções FIERGS, reserve pelo menos 2 horas para se atualizar sobre as novidades que estamos trazendo ao mercado Brasileiro de Clínicas e Consultórios!

A Medicina Direta irá participar do Congresso da SBD em Porto Alegre entre os dias 7 e 10 de Setembro

É com enorme alegria que divulgamos aos nossos clientes e amigos que iremos fazer parte de mais um Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), desta vez em Porto Alegre.

Será um dos maiores eventos realizados no segmento de Dermato no Brasil, com capacidade para comportar milhares de visitantes. Neste ano, o local escolhido foi o Centro de Convenções FIERGS, com ampla infraestrutura de serviços e amenidades.

Se programe pra vistar nosso stand durante o congresso, temos certeza que as novidades que lhe aguardam, irão revolucionar a gestão de seu consultório e clínica, mudando para melhor a maneira que você atende seus pacientes.

As novidades que estamos preparando vão muito além de um simples upgrade em nosso sistema. Pretendemos revolucionar a maneira que você atende seus pacientes, com muita tecnologia e ao mesmo tempo, simplificando a interface de usuário.

Que o Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia seja um novo marco na história! Aguardamos sua presença em nosso stand!

4 dicas práticas para recepcionistas de clínicas médicas

Recepcionistas de clínicas médicas têm papel fundamental na satisfação e no bem-estar do paciente.

Quando precisa ir a uma consulta médica, o paciente busca não apenas cuidar de sua saúde, mas também quer ser bem acolhido, atendido com eficiência e ter seu problema resolvido da melhor maneira possível.

Selecionamos 4 dicas práticas para que recepcionistas de clínicas médicas possam tornar sua rotina mais eficiente.

Aprofundar os conhecimentos em informática

A informática pode otimizar o trabalho das recepcionistas e levar muita praticidade e eficiência ao desempenho de suas funções.

É interessante aprofundar seus conhecimentos no envio e no recebimento de e-mails, nos navegadores de internet, em editores de texto, em planilhas eletrônicas e em softwares que auxiliem seu trabalho dentro da clínica.

Isso pode ser uma excelente ferramenta facilitar suas tarefas do dia a dia — inclusive, as burocráticas, como atualização de cadastros, por exemplo.

Assim, você pode dedicar mais tempo a questões mais humanas de seu trabalho, como facilitar a vida dos pacientes e demais visitantes da clínica médica, desempenhando suas funções com ainda mais excelência.

Aproveitar as ferramentas tecnológicas

Indo muito além do uso de editores de textos, bancos de dados e planilhas no computador, outras ferramentas tecnológicas podem ser bastante úteis no cotidiano da recepcionistas de clínicas médicas.

O telefone fixo, por exemplo, embora seja um recurso antigo e de presença obrigatória nas clínicas médicas, pode ser ainda melhor aproveitado no trabalho da recepcionista.

Dominar procedimentos relacionados à transferência de chamadas, saber colocar ligações em espera e usar o telefone de modo a garantir a satisfação do paciente são boas maneiras de aproveitar tudo o que o equipamento tem a oferecer.

Mas se engana quem pensa que as ferramentas de trabalho das recepcionistas se restringem aos telefones fixos.

Smartphones, por exemplo, podem ser utilizados para enviar lembretes e mensagens de confirmação de consultas aos pacientes, facilitando a comunicação e diminuindo a quantidade de faltas dos pacientes.

O uso de headsets (fones de ouvido com microfone), embora seja algo simples, é uma ferramenta que também pode simplificar o atendimento de ligações telefônicas, tornando mais ágil o trabalho, principalmente em horários de mais movimentados.

Se a clínica na qual você atua oferece a possibilidade de usar desses e outros equipamentos,aproveite-os da melhor maneira que puder.

Facilitar a vida do paciente

Uma das maiores qualidades de qualquer recepcionista é ser capaz de se colocar no lugar do paciente.

Isso significa fazer tudo o que estiver ao seu alcance para tornar a relação do paciente com a clínica o mais agradável, prática e satisfatória possível.

Agilizar a marcação e a remarcação de consultas de acordo com as necessidades do paciente, mostrar-se à disposição para solucionar problemas e encontrar alternativas para ajudar o paciente são boas práticas para facilitar a vida dele.

A recepcionista pode proporciona mais conforto e bem-estar ao paciente durante sua permanência na clínica com algumas práticas simples.

Por exemplo, garantindo que ele tenha à sua disposição, no mínimo, água e algumas opções de entretenimento enquanto aguarda seu atendimento médico.

Organização

São inúmeras as atribuições de uma recepcionista e, para dar conta de todas as tarefas com qualidade, é preciso, acima de tudo, ter organização.

Você pode desenvolver um cronograma com suas atividades diárias, ter um checklist diário para ter certeza de que não deixou nada de importante para trás e definir suas prioridades dia a dia.

Entre atender telefonemas, realizar agendamentos e anotar recados — tarefas que são feitas diariamente —, há muitas outras funções para serem realizadas.

Nesse aspecto, a organização será uma ferramenta de trabalho valiosa, assim você pode encontrar tempo para desenvolver todas as atividades necessárias, sem se atrasar ou perder compromissos importantes.

O consultório na palma da mão

O médico examina o paciente e prescreve a receita, mas ao invés de utilizar um calhamaço de papel, ele simplesmente pega seu Smartphone do bolso, abre um aplicativo e registra todo o histórico do paciente e até mesmo o valor financeiro referente àquela consulta. Depois, no conforto de sua casa (ou durante uma viagem e um evento acadêmico), consegue verificar todas as informações sobre aquele atendimento pelo próprio celular. Com poucos toques, é possível analisar mais informações e até mesmo agendar um possível retorno.

A cena, impensável anos atrás, será cada vez mais comum nas clínicas e consultórios de todo o mundo graças ao avanço do conceito de mHealth. A expressão aborda o uso de dispositivos móveis na gestão de saúde, tanto na parte administrativa quanto no atendimento ao paciente. O setor acompanhou o boom dos smartphones nos últimos anos e segue em alta: este nicho deve movimentar mais de US$ 20 bilhões em 2017, de acordo com o mhealthshare. Já levantamento da Booz & Company indica que 40% dos médicos acreditam que tablets ajudam a economizar tempo em funções administrativas – o que permite dedicar mais atenção às pessoas.

Os dados reforçam a ideia de que os dispositivos móveis serão ferramentas cada vez mais importantes para os médicos e demais profissionais da saúde. Ao oferecerem uma série de benefícios em um único aparelho, esses equipamentos conseguem proporcionar benefícios para doutores e pacientes. A clínica, por exemplo, ganha espaço físico, pois os arquivos com receitas, prontuários e históricos podem ir para a nuvem. As transações financeiras ficam mais organizadas e não há o risco de perder dinheiro da consulta pelo preenchimento inadequado de relatórios de convênios. Além, é claro, de colocar o consultório no século 21 e antenado com as principais tendências tecnológicas.

Foi-se o tempo em que o médico poderia se dar ao luxo de ignorar os avanços da tecnologia e trabalhar apenas com sua reputação conquistada ao longo do tempo. Na verdade, termos como “Internet”,  “mobile” e “smartphone” devem fazer parte do vocabulário daqueles profissionais que desejam ter um bom número de clientes. Hoje, antes de marcar uma consulta para qualquer especialidade, o paciente recorre à web para descobrir clínicas e conferir o que falam nas redes sociais. Apenas quem estiver integrado com esta nova realidade vai conseguir sobreviver no futuro.

A revolução mobile mudou a forma como as pessoas se relacionam com o mundo – e atingiu também o setor de saúde. O paciente pode, e quer, receber informações sobre sua consulta e realizar agendamento de forma online e sem preocupação. Já o médico pode se beneficiar disso para otimizar sua produtividade e dedicar seu tempo naquilo que mais lhe agrada: o atendimento à população. Como se vê, o futuro já está na palma da mão. Basta pegar.

Campanha Medicina Direta para 2016 | Seu consultório informatizado

A medicina biológica e o anti-envelhecimento

O QUE É

Entende-se como Medicina Biológica os procedimentos diagnósticos e terapêuticos que visam a integridade do bio-sistema humano, sendo, portanto, uma abordagem orientada a uma conexão sinérgica integral do ser humano.
Esta nova abordagem clínica avalia o seu corpo de uma forma global e sistema integrado.

A grande vantagem desta avaliação é que ao olharmos para o organismo de forma integrada não tratamos apenas sintomas mas identificamos e tratamos também as causas.
Quantas vezes nos deparamos com situações de desconforto e sabemos que necessitamos de cuidados e que precisamos de uma resposta mais efetiva do que o simples comprimido para as dores.

Sabia por exemplo, que problemas alérgicos, dores de cabeça, irritabilidade, problemas dérmicos, podem ter origem no seu sistema digestivo?

Não fará mais sentido reequilibrar, corrigir, tratar e melhor a sua função digestiva e intestinal evitando assim a sobrecarga de medicamentos químicos prescritos para simplesmente aliviar sintomas. Estes sintomas mais tarde ou mais cedo aparecerão novamente, se a causa não for corrigida e na maioria, se agravam com o tempo.
A Medicina Biológica Integrativa permite restabelecer a saúde, prevenir doenças e minimizar os efeitos do envelhecimento, com base em PROCESSOS BIOLÓGICOS sem recorrer a QUÍMICOS e a MÉTODOS INVASIVOS.

As técnicas terapêuticas utilizadas são direcionadas para a preservação da vida, são classificadas de acordo com suas possibilidades como sendo terapias substitutivas, regulatórias e preventivas. As terapias substitutivas têm como objetivo compensar as carências de substâncias naturais no nosso organismo, e o efeito esperado é que o organismo restaure seus processos funcionais.
Este conceito diferencia os procedimentos biológicos dos procedimentos praticados pela medicina convencional, não devendo ser entendido como antagônicos, mas sim complementares. Os diagnósticos, com abordagem sistêmica, são complexos e integrativos, porque a doença não é considerada local, é sempre por alteração de todo o sistema.

 

A QUEM SE DIRIGE?

  • PESSOAS SAUDÁVEIS – que pretendem manter o nível de saúde, prevenir doença e otimizar todas as suas funções metabólicas. Esportistas, adolescentes, pessoas sujeitas a maior esforço físico ou intelectual, grávidas e pretendentes à gravidez.
  • PESSOAS COM ALGUNS SINAIS DE DESCONFORTO – Com o passar do tempo e com as alterações do ambiente em que vivemos, desde químicos, pesticidas, alimentação, stress, sedentarismo, obesidade, etc os sinais de desconforto e envelhecimento aparecem cada vez mais cedo e em maior numero de pessoas.
    Excesso de peso, dores, enxaquecas, problemas de pele, intestinais e digestivos, dores, irritabilidade, alterações do sono, do humor, alterações nos valores da tensão arterial, colesterol, glicose, são alguns exemplos de sinais que devem ser interpretados e que nos indicam que o nosso corpo está em desequilíbrio e numa tentativa de auto-cura e desintoxicação.
    Muitas das vezes estes processos de desintoxicação e auto-cura funcionam e o seu corpo sozinho resolve.
    No entanto, estes sinais podem e devem ser interpretados, analisados e eliminados, prevenindo doença e evitando envelhecimento precoce com desfasamento entre a idade biológica e a cronológica.

PESSOAS DOENTES – As pessoas que já sofrem de algum problema de saúde também podem beneficiar com a Medicina Biológica integrativa. A correção da alimentação, modo de vida, detecção de necessidades micro nutricionais são determinantes para a recuperação rápida e maior eficácia dos tratamentos aplicados pela Medicina convencional.

 

ÁREAS DE INTERVENÇÃO

É muito importante realizamos um diagnóstico adequado, com base em vários métodos de diagnósticos, desde termografias, análises clínicas sanguíneas especificas, e em sequencia, instituir terapias personalizadas que incluem um suporte nutritivo de acordo com as necessidades específicas de cada pessoa, tratamentos e técnicas que passam por suplementação de micronutrientes específicos para o seu metabolismo, nutrição celular ativa, minerais, oligoelementos, vitaminas, fitoterapia, homeopatia.

O objetivo é equilibrar o seu organismo, recorrendo a mecanismos naturais de auto cura, e prevenir o envelhecimento prematuro.

O nosso modo de vida, a forma como encaramos e lidamos com a vida e o nosso dia-a-dia, são determinantes na manutenção da qualidade de vida e da saúde. O processo de auto-cura inclui alinhamento das emoções e como sabemos, a cabeça comanda tudo. Áreas como a meditação, relaxamento, coerência cardíaca são incluídas nos programas de saúde e anti envelhecimento. Para melhor entendimento, devemos ter consciência por exemplo das consequências do stress no cérebro, segunda a revista Scientific American:

  • Mata as células cerebrais recém-formadas;
  • Contribui para a depressão (e praticamente todas as doenças orgânicas);
  • Aumenta a sua vulnerabilidade à doença de Alzheimer e à demência;
  • Inibe a formação de memórias no hipocampo;
  • Danifica o córtex pré-frontal, encarregado das funções executivas que nos ajudam a raciocinar, estabelecer objetivos e tomar decisões;
  • Dificulta funções relacionadas com a memória: testes, exames;
  • Estabelece um sistema de ansiedade generalizada.

Na definição do Consortium of Academic Heath Centers for Integrative Medicine, “a medicina integrativa é a prática que reafirma a importância da relação entre médico e paciente, com foco na pessoa como um todo, baseada em evidências, e que usa de todas as abordagens terapêuticas apropriadas para alcançar saúde e cura”. Andrew Weil, um dos pioneiros da medicina integrativa, explica o caminho desse conceito associando-o ao da boa medicina, identificada como ele como aquela que utiliza todos os tipos de terapias consagradas cientificamente, sejam oriundas da medicina convencional ou de sistemas médicos não tradicionais, para prevenir e tratar doenças, e promover o bem-estar do paciente. Weil ressalta também a importância dessa abordagem, mostrando que ela acontece em duas dimensões – uma que expande o rol de escolhas terapêuticas e outra que reintegra mente, corpo e coração, num entendimento de que saúde e doença incluem mais do que apenas o corpo. E novamente, num entendimento de que o bem-estar do paciente precisa estar em primeiro plano.

Quando o “Doutor Google” é um aliado da medicina

Pesquisas mostram que Internet e tecnologia podem – e devem – ser aliadas de médicos e profissionais de saúde

Medicina Direta oferece prontuário eletrônico completo para otimizar a gestão de consultórios e hospitais

Médicos, hospitais e órgãos reguladores do setor da saúde são unânimes em apontar que a pesquisa do paciente na Internet não pode substituir a consulta com um profissional especializado. Entretanto, apelidado de “Doutor Google” o fenômeno já é uma realidade para o setor e pode até mesmo ser um aliado das clínicas médicas.

A presença na web e o uso de soluções tecnológicas na gestão e relacionamento dos consultórios se transformaram em itens essenciais para médicos que desejam se destacar. Já profissionais receosos com as novas ferramentas e/ou que utilizam sistemas antiquados não são bem vistos pela maioria dos pacientes.

Isso porque a conectividade das pessoas mudou a forma de consumo da informação médica. Levantamento do Google mostra que as buscas referentes a hospitais e clínicas de saúde cresceram 25% nos primeiros quatro meses de 2015 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Além disso, 39% da procura é realizada por dispositivos móveis e 99% dos usuários confessaram utilizar a Internet como fonte de pesquisa – bem à frente dos profissionais de saúde.

“Hoje em muitos casos o paciente vai para a consulta com um pré-diagnóstico após pesquisar sobre o tema. O médico precisa saber se relacionar com essa pessoa e isso inclui ter uma presença digital forte e eficaz, com sites e ferramentas que otimizam o relacionamento”, confirma Tiago Delgado, sócio-fundador da Medicina Direta.

A empresa nasceu justamente com a ideia de oferecer esses serviços para médicos e hospitais. Além de desenvolver um site já de acordo com as regras do Conselho Federal de Medicina (CFM) e voltado para os buscadores, a agência criou uma plataforma de prontuário eletrônico que melhora a gestão do consultório, realizando tarefas como preenchimento de fichas de convênios, recibos e até mesmo a realização de pagamentos na mesma lógica de um e-commerce.

Dessa forma, os profissionais da área médica conseguem simplificar a administração dos consultórios, deixando toda a parte burocrática com a solução, e podem focar no que realmente é mais importante: o bom atendimento ao paciente. O relacionamento com as pessoas é a principal ferramenta dos médicos para manter um bom número de clientes e passar pela crise econômica.

Estudo da Phillips apresentado no SXSW 2015 reforça esta tendência. Sete em cada dez pacientes preferem se comunicar com seus provedores de saúde via SMS, e-mail ou até por redes sociais do que ir pessoalmente até à clínica. Além disso, o uso de aparelhos conectados pode reduzir o tempo desperdiçado de sistemas ineficientes em até 50%.

“A Internet e sua influência na medicina é uma realidade para a grande maioria dos pacientes. Os médicos que desejam manter a qualidade no atendimento e ter destaque em sua comunidade precisam aderir à tecnologia o quanto antes e proporcionar uma melhor experiência ao seu público”, conclui Delgado

Sobre Medicina Direta:

Com o objetivo de ser o departamento digital de clínicas e consultórios médicos, a Medicina Direta surgiu em 2013 para oferecer infraestrutura tecnológica adequada e otimizar a gestão da saúde. A empresa disponibiliza o prontuário eletrônico, facilitando a coordenação de agenda, receituário, pagamento e demais processos que envolvem a rotina do profissional do setor. Além disso, a companhia desenvolve sites, gerencia e-mails e cria campanhas no Google Adwords. Para mais informações, acesse: http://www.medicinadireta.com.br

Agradecimento aos clientes, amigos e parceiros que nos prestigiaram no 70º Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Agradecimento aos clientes, amigos e parceiros que nos prestigiaram no 70º Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Medicina Direta participa do 70º Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia

O evento aconteceu entre os dias 5 e 8 de setembro, em São Paulo, e reuniu os principais profissionais da área.

A Medicina Direta teve a oportunidade de realizar demonstrações das soluções de prontuário eletrônico para milhares de médicos presentes. Atualmente, ampliar a presença virtual é essencial: de acordo com levantamento da IDC, o número de consultórios e hospitais que distribuem comunicações em diversos canais deve triplicar nos próximos dois anos.