O seu consultório já é digital?

De acordo com dados da Pesquisa TIC Saúde 2016, divulgada em novembro de 2017, 61% dos médicos utilizam regularmente o computador para o atendimento dos pacientes, mas apenas 50% aproveitam a ferramenta para outros assuntos referentes ao funcionamento de seu local de trabalho. Ou seja: metade ainda se recusa a utilizar soluções digitais para além do nível mais básico de atendimento.

Esse número é explicado pelo próprio receio que os profissionais de saúde possuem diante de novos recursos que surgem todos os anos. Ferramentas inovadoras exigem um período de adaptação para entendê-las e usufruir o que elas podem oferecer de melhor. Até lá, é natural surgirem problemas que o médico não está acostumado a resolver. Portanto, ele precisa estar disposto a enfrentar essas dificuldades se quiser, de fato, “digitalizar” e melhorar a gestão de seu consultório.

A primeira mudança necessária é a eliminação do papel, deixando que todos os documentos sejam digitais e possibilitando seu acesso na nuvem. Para isso, procure soluções que atendam aos requisitos da Certificação SBIS-CFM, com Nível de Garantia de Segurança 2 (NGS-2), por possuírem integração com certificados digitais. Receitas, prontuários, formulários e demais documentos terão apenas a versão digital.

Depois, é preciso utilizar essas ferramentais digitais para se aproximar de seus pacientes. Ter um site responsivo na Internet é fundamental para marcar presença na web. Contudo, o consultório deve utilizar outras ferramentas de comunicação, como o próprio prontuário eletrônico para agendar consultas online e disparar e-mails, além do trabalho em redes sociais, como WhatsApp, Facebook e Youtube.

Por mais acostumado que o médico esteja com sua rotina, atualmente ele precisa otimizar seu consultório para poder dedicar mais tempo naquilo que ele sabe fazer de melhor: atender seus pacientes com qualidade. Assim, “digitalizar” o consultório deixou de ser um artigo de luxo para se transformar em diferencial estratégico na área de saúde.

Quando o “Doutor Google” é um aliado da medicina

Pesquisas mostram que Internet e tecnologia podem – e devem – ser aliadas de médicos e profissionais de saúde

Medicina Direta oferece prontuário eletrônico completo para otimizar a gestão de consultórios e hospitais

Médicos, hospitais e órgãos reguladores do setor da saúde são unânimes em apontar que a pesquisa do paciente na Internet não pode substituir a consulta com um profissional especializado. Entretanto, apelidado de “Doutor Google” o fenômeno já é uma realidade para o setor e pode até mesmo ser um aliado das clínicas médicas.

A presença na web e o uso de soluções tecnológicas na gestão e relacionamento dos consultórios se transformaram em itens essenciais para médicos que desejam se destacar. Já profissionais receosos com as novas ferramentas e/ou que utilizam sistemas antiquados não são bem vistos pela maioria dos pacientes.

Isso porque a conectividade das pessoas mudou a forma de consumo da informação médica. Levantamento do Google mostra que as buscas referentes a hospitais e clínicas de saúde cresceram 25% nos primeiros quatro meses de 2015 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Além disso, 39% da procura é realizada por dispositivos móveis e 99% dos usuários confessaram utilizar a Internet como fonte de pesquisa – bem à frente dos profissionais de saúde.

“Hoje em muitos casos o paciente vai para a consulta com um pré-diagnóstico após pesquisar sobre o tema. O médico precisa saber se relacionar com essa pessoa e isso inclui ter uma presença digital forte e eficaz, com sites e ferramentas que otimizam o relacionamento”, confirma Tiago Delgado, sócio-fundador da Medicina Direta.

A empresa nasceu justamente com a ideia de oferecer esses serviços para médicos e hospitais. Além de desenvolver um site já de acordo com as regras do Conselho Federal de Medicina (CFM) e voltado para os buscadores, a agência criou uma plataforma de prontuário eletrônico que melhora a gestão do consultório, realizando tarefas como preenchimento de fichas de convênios, recibos e até mesmo a realização de pagamentos na mesma lógica de um e-commerce.

Dessa forma, os profissionais da área médica conseguem simplificar a administração dos consultórios, deixando toda a parte burocrática com a solução, e podem focar no que realmente é mais importante: o bom atendimento ao paciente. O relacionamento com as pessoas é a principal ferramenta dos médicos para manter um bom número de clientes e passar pela crise econômica.

Estudo da Phillips apresentado no SXSW 2015 reforça esta tendência. Sete em cada dez pacientes preferem se comunicar com seus provedores de saúde via SMS, e-mail ou até por redes sociais do que ir pessoalmente até à clínica. Além disso, o uso de aparelhos conectados pode reduzir o tempo desperdiçado de sistemas ineficientes em até 50%.

“A Internet e sua influência na medicina é uma realidade para a grande maioria dos pacientes. Os médicos que desejam manter a qualidade no atendimento e ter destaque em sua comunidade precisam aderir à tecnologia o quanto antes e proporcionar uma melhor experiência ao seu público”, conclui Delgado

Sobre Medicina Direta:

Com o objetivo de ser o departamento digital de clínicas e consultórios médicos, a Medicina Direta surgiu em 2013 para oferecer infraestrutura tecnológica adequada e otimizar a gestão da saúde. A empresa disponibiliza o prontuário eletrônico, facilitando a coordenação de agenda, receituário, pagamento e demais processos que envolvem a rotina do profissional do setor. Além disso, a companhia desenvolve sites, gerencia e-mails e cria campanhas no Google Adwords. Para mais informações, acesse: http://www.medicinadireta.com.br

 

Cinco dicas para blindar seu consultório contra a crise

Por Tiago Delgado *

Muitos livros de auto-ajuda explicam que o ideograma chinês para crise pode representar, em diferentes ocasiões, “perigo” e “oportunidade”. Ainda que exista controvérsia sobre esta afirmação, ela traz consigo um forte aprendizado: durante um período instável, é possível encontrar oportunidades para crescer. No caso de clínicas e consultórios médicos não é diferente. Os profissionais de saúde precisam encontrar formas de blindar seu trabalho contra a crise, mantendo o atendimento de qualidade e humanizado para seus pacientes. Confira cinco dicas para isso:

Ajustes operacionais – ninguém gosta de passar dificuldades, mas períodos de instabilidade são ótimas oportunidades para realizar mudanças que otimizam a operação do negócio. No caso dos consultórios médicos, é a chance de encontrar novos talentos, negociar com fornecedores, fomentar parcerias e buscar novas soluções.

Informatize tudo – o diferencial do médico é a qualidade oferecida no tratamento ao paciente. Portanto, ele não pode perder tempo com processos burocráticos que tomam um espaço considerável em sua agenda. Ao informatizar documentos e operações, é possível ter mais organização e fácil acesso – agilizando a tomada de decisões e deixando a clínica mais eficiente.

Faça da Internet uma extensão do seu consultório – ter um site profissional, com conteúdos relevantes e informações para os pacientes, deixou de ser um artigo de luxo e agora é uma necessidade. As pessoas já utilizam a web para pesquisar sobre médicos e clínicas e confiam mais naqueles que sabem trabalhar nesta mídia.

Mande tudo para a nuvem – após digitalizar os dados mais importantes, guarde estas informações no cloud computing. Além de aumentar o espaço físico do consultório com a eliminação de arquivos, a nuvem reduz custos de infraestrutura, tem mais segurança e facilita o acesso aos documentos.

Faça sua propaganda online – não adianta ter um ótimo site se ele não aparece para os usuários. Invista na divulgação de sua marca na Internet, divulgue seu site em todos os materiais impressos da clínica, como cartão de visita e receituário. Realize um trabalho de SEO e campanhas no AdWords. Dessa forma, o consultório será um dos primeiros a aparecer quando o paciente realizar uma busca no Google.

* Tiago Delgado é sócio-fundador da Medicina Direta, empresa especializada em gestão e serviços digitais para clínicas e consultórios

Visibilidade na Internet: Aposte na conquista de contatos e não na compra de listas de emails

As escolhas por serviços são cada vez mais influenciadas pela internet. Há, ao menos, 120 milhões de brasileiros conectados, de acordo com o levantamento mais recente do instituto Nielsen Ibope, realizado em julho de 2014, sendo que no mesmo período, de acordo com o IBGE, o Brasil tinha 202,8 milhões de habitantes, ou seja, mais da metade da população tem acesso à internet.

E como fazer as pessoas conhecerem seu trabalho e escolherem seu serviço? Dentre muitas, uma das maneiras de se divulgar é enviar por email com notícias e conteúdos relevantes para quem tem interesse. E é importante destacar essa ponto, para as pessoas que têm interesse e não para centenas de pessoas que nem buscaram informação sobre assuntos de saúde.

Diga não às listas prontas

Existem empresas que vendem bases de emails prontas para que possam ser disparados informativos eletrônicos, porém, nos dias de hoje essa prática se torna altamente condenável. É só pensar na sua caixa de emails, quantas mensagens indesejadas você recebe atualmente, é um incômodo ser bombardeado com informações que você não solicitou, o que causa uma aversão imediata ao serviço ou produto que está sendo oferecido.

Crie sua base de contatos

A estratégia mais inteligente e eficaz é criar sua própria base de emails e oferecer seus conteúdos. Essa base pode até começar pequena, mas com o tempo irá crescer e oferecer muito mais chance de retorno real para seu crescimento. Na relação com seu paciente, e futuro paciente, o mais importante é ter atenção de quem realmente possa ir até o seu consultório e não definir sua divulgação no envio de emails para milhares de endereços que nem pretendem conhecer você.

Para criar essa base de emails confiável e com boas possibilidade de retorno é necessário produzir conteúdos que sejam atrativos e isso inclui a oferta de e-books, infográficos, vídeos e artigos. A fórmula é simples: você divulga um material em suas redes sociais, atrai seu público-alvo para o site, disponibiliza o conteúdo e, para que a pessoa tenha acesso será necessário preencher um formulário. Se a pessoa preencheu e baixou o material é porque realmente tem interesse no assunto, com isso ela estará automaticamente cadastrada em sua lista de futuros disparos de newsletters e novos materiais.

Fortaleça o relacionamento

Mantendo uma periodicidade nesta oferta você cria um relacionamento com a pessoa. Mesmo que ela não precise do seu atendimento naquele momento, quando precisar vai lembrar de você, tanto para si quanto para indicar para outras pessoas, quando pedirem recomendações.

Conquiste com qualidade

Além disso você também tem a oportunidade de realizar pesquisas de satisfação online com os pacientes que já foram atendidos e também incluir eles em sua base de contatos. Utilizar essas ferramentas são a melhor forma de atrair visitantes para o seu site e mostrar para ele seu trabalho, aumentando sua credibilidade, conhecimento sobre a área de atuação, a estrutura do seu consultório e os serviços e procedimentos prestados por você e sua equipe. Lembre que nas ações de marketing digital é mais importante a qualidade do conteúdo e de quem está em contato com você do que a quantidade.

Isso tudo e muito mais

O marketing na área da saúde pode ser realizado múltiplas formas, e o email marketing e outras ações no meio digital devem ser bem estruturadas e planejadas para gerarem resultados. Se quiser conversar com uma equipe especializada, venha tomar um café e conhecer mais sobre as inúmeras possibilidades do marketing médico.

Blog-Medicina-Direta-Visibilidade-na-Internet-Aposte-na-conquista-de-contatos-e-não-na-compra-de-listas-de-emails

Infográfico – Estrategia Marketing

Desenvolvemos um guia em formato de infográfico para auxiliar nossos clientes e parceiros em como desenvolver estratégias vencedoras de marketing digital, com foco em performance, resultados.

Conheça um pouco mais desta maravilhosa ferramenta de fomento de novos negócios, de uma forma única, através de nosso infográfico.

Estrategia Marketing

Como aumentar o número de pacientes sem maiores investimentos em marketing?

Pra uma clínica se manter viva é necessário ter um bom movimento de pacientes. Além do retorno financeiro para o próprio profissional de saúde, ela precisa permitir que a rentabilidade pague o salário dos funcionários, aluguel do imóvel, manutenção, entre outros. Para que tudo isso seja possível, a busca por clientes novos se faz necessário.

Para isso, investir em marketing é uma boa estratégia, porém, nem sempre ela é barata. Isso pesa ainda mais no orçamento de quem está começando a atender ou acabou de fazer uma grande reforma no local. Por isso, separamos algumas dicas de como aumentar o número de pacientes sem maiores investimentos em marketing. Confira:

Redes sociais

Ter um perfil nas redes sociais e participar de grupos de saúde, ajuda médica, entre outros, é uma maneira de se fazer presente para os possíveis pacientes. Colaborar com informações em um fórum ou um grupo do Facebook é de graça e faz com que as pessoas saibam da existência do profissional em determinado município.

Tenha uma página no Facebook

Antes de mais nada, leia normas e limitações impostas pelo Conselho Federal da sua profissão sobre como usar a internet da forma correta para divulgação. Depois, caso seja permitido, crie uma página no Facebook dando dicas de saúde, falando sobre doenças atuais, dando informações sobre temas do momento, como Ebola, e convide as pessoas para curtirem. A rede social é uma ótima maneira de divulgar sua cínica sem gastar.

Dê entrevistas

Há diversas pessoas escrevendo sobre saúde em sites e revistas e, muitas vezes, elas procuram um profissional da área para ser entrevistado. Esteja disponível para dar entrevistas. Essa é uma maneira gratuita do seu nome ser conhecido pelos leitores e de estar presente no mundo virtual. Como consequência, certamente você ganhará novos pacientes. O site “Ajude um repórter” permite essa interação entre jornalistas e demais profissionais gratuitamente.

Esteja presente na vida do seu paciente

O boca a boca é essencial para conquistar novos clientes e isso só acontece se você tratar bem dos seus pacientes atuais. Por isso, zele pelo bom atendimento, tanto seu quanto dos seus funcionários. Além disso, use de delicadezas como um cartão de Natal enviado para cada um ou até votos de feliz aniversário feito por e-mail. É uma forma simples de se fazer lembrado e conquistar os pacientes. Para isso, um sistema de gestão eficiente é necessário.

“Brindes”

Um calendário de mesa dado no final do ano ou um chaveiro ou caneta da clínica oferecido aos pacientes é uma maneira econômica e interessante de ter o nome e telefone da sua clínica sempre por perto. O gasto é pequeno, mas o retorno é garantido. Afinal, a pessoa é tanto atraída pela delicadeza da clínica quanto terá o numero sempre à mão, quando precisar.

Você já realiza algum trabalho assim em sua clínica? Conte pra gente nos comentários.