Pular para o conteúdo

Irish Work Permit: agora é a vez dos médicos

O Governo Irlandês vêm ha algum tempo incentivando o plano de aumentar as oportunidades de trabalho para profissionais não europeus. O projeto que já beneficiou a área de T.I agora deve gerar oportunidades também para outras áreas e começa a ganhar forma para médicos formados fora da União Europeia e que tenham interesse em exercer suas funções em hospitais da Irlanda.

A iniciativa do Departamento de Justiça e Igualdade com o Departamento de Empregos, Negócios e Inovação possibilita que médicos não europeus que recebam oferta de trabalho em hospitais públicos ou privados possam aplicar para o visto. A princípio pode ser concedido Stamp 1 para profissionais que irão exercer a função por até um ano. Cada caso, no entanto, será avaliado conforme o tempo de contrato. Já os médicos que possuem Stamp 4 podem ter o Work Permit renovado por mais dois anos.

Entre as exigências para esses profissionais está a aprovação no Pre-Registration Examination System (PRES), registrando-se no Conselho de Medicina da Irlanda. Além disso é preciso comprovar fluência na língua inglesa por meio do certificado IELTS. Como essa parte de aplicação do projeto envolve diferentes etapas ao longo de 2014, o governo lançou uma programação com as informações preliminares que podem ser conferidas na página do Irish Naturalisation and Immigration Service (INIS).

Há cinco anos a Irlanda começava um processo oposto limitando as contratações para estrangeiros, no entanto, a expansão de multinacionais e a necessidade de profissionais que dominem outro idioma além do inglês foi aliando-se à escassez de mão de obra qualificada em determinas áreas como tecnologia, saúde e engenharia. Reformulando as ações diante do novo cenário, o governo começou a abrir novamente as portas anunciando uma lista de atividades que ganharão novas oportunidades no mercado da Ilha.

Segundo dados oficiais o plano prevê a redução em mais 30% no tempo de aquisição do visto e pelo menos a duplicação da quantidade de vistos concedidos até o início do ano passado. Além dos médicos, outras profissões relacionadas à saúde como enfermagem, odontologia e farmácia devem ser beneficiadas em ações futuras.

Quem pode aplicar?
Deu uma olhada e a sua profissão está na lista que se beneficiará com os planos do governo irlandês? O próximo passo é ficar por dentro das principais exigências para aplicar para o visto.

– Podem aplicar para o visto de trabalho profissionais das áreas listadas que recebam o salário de 30 mil euros por ano.

– O profissional precisa ser contratado diretamente pela empresa, não servindo para a aplicação do Work Permit contratos por meio de agências de recrutamento ou intermediários.

– Ofertas com salário inferior ao exigido, de 30 mil Euros por ano, precisam estar dentro da seguinte exceção: Não-europeus graduados na Irlanda ou em outro país nos últimos doze meses e que tenham recebido uma oferta de trabalho em uma das áreas listadas.

– Qualquer empresa contratante deve estar legalmente registrada no “Revenue Commissioners” comprovando que o número de profissionais contratados que não fazem parte da União Europeia não ultrapassa 50% do quadro de funcionários.

Gostaria de reveber novidades?
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Post's mais acessados
Utilize a tecnologia em seu consultório: aproveite todos os recursos de um prontuário eletrônico a seu favor
Consultório / Prontuário Eletrônico / Publicações Medicina Direta

Utilize a tecnologia em seu consultório: aproveite todos os recursos de um prontuário eletrônico a seu favor

Um bom sistema de prontuário eletrônico não constrói clínicas de sucesso, ele apenas as revelam. Tanto que computadores e prontuários eletrônicos já fazem parte do ambiente de trabalho em consultórios. Contudo, poucos médicos utilizam esses recursos com frequência para otimizar e melhorar seu trabalho. Dados da Pesquisa TIC Saúde indicam que 61% dos profissionais de […]

Leia Mais
Cloud-first: como incorporar esse conceito em seu consultório
Consultório / Prontuário Eletrônico

Cloud-first: como incorporar esse conceito em seu consultório

Aplicativos de celulares, prontuário eletrônico e contas de e-mail. Hoje é impensável uma clínica médica não utilizar um serviço de computação em nuvem. A praticidade, a segurança e a facilidade de acesso são alguns pontos que explicam porque essas soluções ganham espaço na rotina médica. Tanto que a tendência é o consultório pensar, cada vez […]

Leia Mais
O seu consultório já é digital?
Consultório / Marketing

O seu consultório já é digital?

Computadores, internet, smartphone, aplicativos e cloud computing. Se antes essas expressões eram estranhas aos profissionais de saúde, hoje são parte integrante da rotina médica. Clínicas e consultórios recorrem cada vez mais às ferramentas digitais para otimizar a gestão e melhorar a qualidade de atendimento, mas ainda são poucos os médicos que percebem as vantagens de “digitalizar” […]

Leia Mais
Gostou?
Vamos conversar.

Solicite uma demonstração e iremos mostrar o sistema que transformará a qualidade de atendimento e gestão de sua clínica.